Na segunda reunião de negociação da Campanha Salarial 2017, realizada nesta terça-feira (19), os patrões ofereceram apenas 1,73% de reajuste para os salários dos radialistas. A proposta não aceita pelo Sindicato dos Radialistas contempla apenas o reajuste com base na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), acumulado no período de 1º de setembro de 2016 a 30 de agosto de 2017. “Este índice está abaixo do que a categoria merece. Os trabalhadores não foram os responsáveis pela crise econômica, portanto não é justo os patrões arrocharem mais uma vez os nossos salários”, defendeu Inaldo, presidente do Sindicato.

Além de não oferecer um reajuste salarial digno aos radialistas e propor o congelamento do qüinqüênio, retirando dos novos empregados contratados esse direito que levou anos para ser conquistado pelos trabalhadores, os patrões se negam a negociar pontos essenciais para os trabalhadores, como: Estender o auxílio creche babá, diária de viagem e transporte noturno para todos os trabalhadores; A unificação do piso salarial no Estado; Considerar feriado o Dia do Radialista (21 de setembro); Fornecer vale refeição; Conceder cesta básica; Disponibilizar bolsa de estudo; Contratar vigilantes para as empresas; e demais itens constantes em nossa pauta de reivindicação.

Nós trabalhadores sabemos que a inflação real, aquela dos preços e que sentimos no bolso, é maior que o índice divulgado pelo governo (INPC). Portanto, nossa luta é por um reajuste que assegure dignidade, com recuperação das perdas e ganho real para os trabalhadores e trabalhadoras.

A Comissão de Negociação do Sindicato dos Radialistas considera que podemos avançar nas negociações em todas as questões apresentadas. Entretanto, é preciso tratar seriamente sobre o aumento real dos salários com reposição das perdas do ano anterior, bem como, sobre os itens constantes em nossa pauta de reivindicação que são importantes para os trabalhadores, com destaque para a oferta de Plano de Saúde e a implantação do Piso Único Já!

Sem qualquer possibilidade de acordo, o Sindicato dos Radialistas manteve a mesma proposta da pauta aprovada em assembléia, ficando agendada a 3ª rodada de negociações para ser realizada dia 03 de outubro de 2017.

NENHUM DIREITO A MENOS!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar





 

 

 NEWSLETTERS     VÍDEOS
Nome:
Email: