TRABALHADORES E TRABALHADORAS EM EMPRESAS DE RADIO E TV EM PERNAMBUCO

Após 7 duras reuniões com o Sindicato Patronal (SERTEPE), o Sindicato dos Radialistas conseguiu finalizar a negociação salarial deste ano, tendo conquistado 3,00% (três por cento) de reajuste sobre os salários. Considerando que a inflação anual medida pelo INPC ficou no patamar de 1,73%, tivemos um ganho real de quase que o dobro da inflação, garantido para todos 1,27% de aumento real.

Os companheiros que acompanharam os rumos de nossa campanha salarial, principalmente os que comparecem a nossas assembleias, sabem que este ano a negociação foi bastante acirrada. E que, apesar da nossa resistência na mesa de negociação, não obtivemos um acordo ideal para os trabalhadores, não só pelo percentual pequeno de reajuste salarial, mas pela postura intransigente e pessimista dos patrões para atender as cláusulas constantes em nossa pauta de reivindicações.

Deixamos claro, que inicialmente pleiteávamos, além do índice de inflação do período, um aumento em torno de 6,00% de ganho real, até para repor as perdas dos anos anteriores. Só que o aumento salarial não é o sindicato dos empregados que concede, mas o sindicato patronal, que este ano, no ambiente de ataques aos direitos dos trabalhadores, com a reforma trabalhista aprovada, esteve muito à vontade para recusar a nossa pauta e apresentar proposta de retirada de direitos.

Os patrões, de forma insistente e a todo custo, almejavam acabar com o qüinqüênio. Mas, com a resistência de nossa comissão de negociação e as decisões deliberadas em nossas assembléias juntamente com os trabalhadores, a bancada patronal recuou nas pretensões iniciais e apresentou uma nova proposta de acordo com algumas modificações. Ficando acordado que o trabalhador que já recebe o qüinqüênio continuará a receber e quem entrar no mercado a partir de agora, ficará sem direito ao ATS (adicional por tempo de serviço).

Apesar deste entrave, conseguimos com que os patrões mantivessem a nossa convenção em todos os demais pontos, o que simboliza uma grande conquista para nós. Isso significa que todos os benefícios permanecem do mesmo jeito: Auxílio Educação; Auxilio Babá Creche; Seguro de Vida; Aviso Prévio especial; Conta Salário; Estabilidade Próximo da Aposentadoria; Entrega do PPP;  entre outros itens de nossa Convenção Coletiva.

É importante ressaltar que a falta de acordo entre as parte, implicaria no fim da nossa convenção coletiva, o que faria entrar em vigor à nossa classe a nova CLT e conseqüentemente a retirada de nossos direitos conquistados ao longo de vários anos e à custa da luta de nossa classe.

O Sindicato dos Radialistas de Pernambuco agradece a confiança da categoria nesta campanha salarial, que foi a mais difícil já enfrentada. Tendo em vista que uma nova realidade nas relações trabalhistas teve início com a entrada em vigor da perversa reforma trabalhista. A redução de direitos e a perda de benefícios são uma possibilidade real em todas as empresas e categorias.

Neste novo cenário das relações de trabalho, devemos enfatizar que sem o fortalecimento da representatividade sindical, via associação dos trabalhadores, será impossível manter a atuação do Sindicato nas próximas campanhas salariais e, principalmente na luta contra os retrocessos para os trabalhadores.

Seja sócio e ajude a fortalecer sua entidade representativa. Juntos fazemos a diferença!

 

Definidos os novos valores dos pisos salariais:

  •  Piso I - R$ 1.416,90, para radialistas empregados das empresas situadas na Região Metropolitana do Grande Recife.
  •  Piso II - R$ 1.143,30, para radialistas empregados das empresas situadas no interior do estado.

As empresas já devem pagar a folha de dezembro/2017 com o devido reajuste, como também, o saldo restante do 13º salário que deve ser pago até o próximo dia 20 de dezembro/2017, já com o valor reajustado.

Os pisos salariais tiveram reajustes retroativos ao mês de setembro,  dessa forma, as diferenças salariais dos meses de setembro, outubro e novembro/17 podem ser pagas até a data de vencimento do pagamento do salário dos meses de dezembro/2017 e Janeiro/2018, respectivamente.

Todas as cláusulas da Convenção Coletiva foram mantidas e as com reflexo financeiro foram reajustadas com o percentual de 3,00%.

 

A Diretoria.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar





 

 

 NEWSLETTERS     VÍDEOS
Nome:
Email: